Ansiedade, como controlar

Home / Artigos / Ansiedade, como controlar
Ansiedade, como controlar

O QUE É ANSIEDADE - TEM CURA? COMO CONTROLAR?

A ansiedade é uma forma de reação aos perigos, ou seja em principio serve para nossa proteção.  O problema com a ansiedade surge quando passa a níveis desproporcionais onde não mais ajuda na solução de tarefas e passar a impossibilitar o bom desempenho do dia a dia e o equilíbrio emocional.
Caso não esteja conseguindo controlar a ansiedade sozinho, conte com a ajuda de um psicólogo. O processo psicoterapêutico pode ajudar a entender tanto a origem como os caminhos da superação. 

 

SINTOMAS DA ANSIEDADE

Cada pessoa pode sentir a ansiedade a seu modo mas de forma geral podemos encontrar estes sintomas: Suor frio, taquicardia, dor de barriga, rosto vermelho, sensação de falta de ar, sufocamento, sensação de que o tempo não passa, estranhamento, desrrealização, despersonalização (sensação de que você não é você), ânsia de vômito, vontade de sair correndo, emergência em ter alguém por perto  para dar apoio ou de não falar com ninguém.

QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS CAUSAS

Qualquer coisa que seja interpretada como prejudicial pode causar ansiedade. E veja bem, este é um ponto interessante, as coisas não são interpretadas da mesma forma por todo mundo, uma pessoa pode ficar extremamente ansiosa no dia anterior a uma prova, talvez a ponto de passar mal, ter insônia, sentir náuseas, etc, mas outra pessoa lidar com a mesma situação de forma natural. Tudo depende da forma como cada um vê, por exemplo uma pessoa interpreta essa prova como uma possível "rasteira" que a vida pode estar lhe dando, acha que por mais que tenha se preparado nunca será bem sucedida, e que será terrível ser reprovada. Mas outra pessoa, aquela que encarou a prova mais tranquilamente, considerou que essa prova é uma das possibilidades da vida dela, e não a única.

COMO SE ACALMAR

A ansiedade pode ser provocada pelo por alguns fatores, um dos fatores que pode contribuir com a ansiedade seria o estresse, nestes casos a saída poderia ser a redução de tarefas e delegação de atribuições. Muitas pessoas dizem ser impossível reduzir as atividades, elas “tem que” fazer dois cursos de idiomas, faculdade, balé, ginástica, atender aos amigos em necessidade...ufa! . O que estas pessoas querem dizer é que seria bem legal se em cinco anos de suas vidas elas conseguissem ter uma formação em nível superior, se tornar bailarinas, estar em excelente forma física, ser consideradas a melhor amiga,


Outras vezes a ansiedade não é causada pelo acumulo de atividades, mas pela incapacidade em lidar com o simples dia a dia. Exemplo: Se o pneu fura esta pessoa se sente como se tivesse uma tonelada de problemas em sua cabeça. Seus pensamentos correm a mil com ideias de que “agora está tudo perdido, nunca vou conseguir resolver este problema”. Neste caso uma opção poderia ser avaliar e reinterpretar os pensamentos disfuncionais da ansiedade. 

PENSAMENTOS DISFUNCIONAIS

Estes pensamentos são os “advogados de acusação” que temos sentadinhos em nosso ombro  dizendo: ”Hiii, a coisa está feia, agora você está frito, você é um péssimo pai, amigo, profissional e nunca vai melhorar”. 
Muitos dospensamentos disfuncionais estão por trás dos transtornos alimentares, por isso alguns dizem que ansiedade engorda, para outros a ansiedade emagrece. Em cada um destes casos pode haver pensamentos ansiosos do tipo: "Você não conseguiu ir bem, então já que tudo está perdido vá comer o maior hamburguer que encontrar, pelo menos terá algo de bom neste dia".  
Contestar os pensamentos disfuncionais pode ser um dos caminhos na tentativa de controle da ansiedade. 
Outros caminhos seriam a investigação da origem da ansiedade de cada pessoa, seu histórico de vida e situações que possam, de alguma  forma, ter fragilizado.