Depressão Sintomas

Home / Artigos / Depressão Sintomas
Depressão Sintomas

Sintomas comuns da depressão

- Humor deprimido ou perda de interesse ou prazer por quase todas as atividades. O humor pode ser irritável ao invés de triste. 
- Diminuição ou aumento considerável no apetite

- Diminuição ou aumento considerável no sono  

- Diminuição ou aumento considerável na atividade psicomotora. As alterações psicomotoras incluem agitação (por ex., incapacidade de ficar sentado quieto, ficar andando sem parar, agitar as mãos, puxar ou esfregar a pele, roupas ou outros objetos) ou retardo psicomotor (por ex., discurso, pensamento ou movimentos corporais lentificados; maiores pausas antes de responder; fala diminuída em termos de volume, inflexão, quantidade ou variedade de conteúdos, ou mutismo)

- Diminuição da energia

- Sentimentos de desvalia ou culpa

- Dificuldades para pensar, concentrar-se ou tomar decisões

- Pensamentos recorrentes sobre morte ou ideação suicida, planos ou tentativas de suicídio. 
- Indiferença ou ansiedade

- Expressão facial e do modo de portar-se característicos.

- Em alguns surgem as queixas somáticas (por ex., dores ou mazelas corporais) ao invés de sentimentos de tristeza. 

- Irritabilidade aumentada (por ex., raiva persistente, uma tendência para responder a eventos com ataques de ira ou culpando outros, ou um sentimento exagerado de frustração por questões menores). 

- Perda de interesse ou prazer. Menor interesse por passatempos, "não se importar mais”. 

- Redução significativa nos níveis anteriores de interesse ou desejo sexual.

- Diminuição da energia, cansaço e fadiga

- Sentimento de desvalia ou culpa com ruminações acerca de pequenos fracassos do passado.
- Depressivos interpretam mal eventos triviais ou neutros do cotidiano como evidências de defeitos pessoais e têm um senso exagerado de responsabilidade pelas adversidades. 

  • O episódio da depressão é acompanhado por sofrimento ou prejuízo clinicamente significativo no funcionamento social, profissional ou outras áreas importantes da vida do indivíduo. Para alguns indivíduos com episódios mais leves, o funcionamento pode parecer normal, mas exige um esforço acentuadamente aumentado.

    A depressão é descrita pela pessoa como estando deprimida, triste, desesperançada, desencorajada ou "na fossa". Em alguns casos, a tristeza pode ser inicialmente negada, mas subseqüentemente pode ser revelada pela entrevista ao contar que está sempre com o choro a surgir.  
    Em crianças e adolescentes, pode desenvolver-se um humor irritável ou rabugento, ao invés de um humor triste ou abatido. Esta apresentação deve ser diferenciada de um padrão de "criança mimada", que se irrita quando é frustrada.

    Não será considerada depressão quando esta alteração de humor ocorreu devido ao uso de substância químicas, sejam drogas licitas ou ilícitas ou quando ocorreu devido a uma condição médica geral. Mas o abuso de substancias podem fragilizar e contribuir para o inicio ou piora da depressão.

    Se os episódios de depressão forem alternados por períodos de mania ou euforia o diagnósticopoderá ser Transtorno Bipolar. 

    Tipos:
  • Leve, 
  • Moderada, 
  • Severa Sem Aspectos Psicóticos, 
  • Severa Com Aspectos Psicóticos, 
  • Em Remissão Parcial, 
  • Em Remissão Completa.
  • Crônica.
  • Com Características Catatônicas.
  • Com Características Melancólicas.
  • Com Características Atípicas.
  • Com Início no Pós-Parto.

    A depressão está associada com uma alta mortalidade, os suicídio chegam a 15%. O índice de mortalidade em indivíduos com mais de 55 anos com depressão também é muito alta.


Os depressivos sofrem mais dores e doenças orgânicas, tornando o prognóstico menos favorável. 
 A depressão pode ser precedida pela Distimia (mau humor constante). 

É muito comum que outros transtornos ocorram juntamente com a depressão como por ex., Transtornos Relacionados a Substâncias, Transtorno de Pânico, Transtorno Obsessivo-Compulsivo, Anorexia Nervosa, Bulimia Nervosa, Transtorno da Personalidade Borderline.

A depressão é duas vezes mais comum em mulheres adolescentes e adultas do que em adolescentes e adultos do sexo masculino.

A depressão pode iniciar em qualquer idade, mas a média gira em torno de 25 anos de idade. 

A depressão pode ser iniciada por  situações de vida como a morte de um ente querido ou divórcio.

Família: A depressão é 1,5 a 3 vezes maior entre parentes em primeiro grau com este transtorno. 

Dificuldades cognitivas são consideradas conseqüências comuns da depressão.

Psicoterapia tem sido considerada um instrumento de controle e remissão para a depressão.