Psicólogo analisa a Traição Masculina

Home / Artigos / Psicólogo analisa a Traição Masculina
Psicólogo analisa a Traição Masculina

Será que o homem trai mais do que a mulher? Acredito que com o decorrer do tempo a mulher venha traindo mais do que traia antigamente pois a sociedade vem mudando em vários aspectos que talvez favoreçam a liberdade de comportamento para mulheres em todos os sentidos.

Talvez haja este aumento de traição da parte da mulher seja devido as mudanças culturais quanto a forma como a sociedade lida com uma mulher que traiu, pois vejo o homem sendo menos punido socialmente quando sua traição é descoberta.

Quanto ao que leva um homem a trair: acredito que sejam questões, em parte, semelhantes as que fazem uma mulher trair, talvez insatisfação com o relacionamento atual, necessidade de mais emoção, surgimento de uma nova pessoa que parece satisfazer todos seus anseios ou simplesmente seguir suas vontades, etc.

Percebo que pode haver algumas motivações que são mais características da mulher no aspecto da traição, como por exemplo a traição por vingança. Em minha experiência percebo mais mulheres saindo com outras pessoas para ferir seu atual relacionamento do que homens fazendo isso. Me parece que quando o homem trai a motivação estaria mais voltada para seu próprio prazer do que para a dor alheia.
 
Percebo que quando as mulheres perguntam porque seus parceiros a traíram há uma busca por motivos elaborados, questões que elas poderiam ajudar a solucionar e talvez cessar o ímpeto (de seu parceiro)  pela traição , ou explicações que as ajudem a entende-los, talvez até perdoa-los. Caso a mulher receba um histórico de sofrimento deste homem, sofrimento este que o levou a trai-la, ela teria mais facilidade em ficar em paz consigo mesma depois de ter sido traída.
 
Até mesmo a divisão de culpa, em alguns casos, parece há alivio na dor da mulher que foi traída, como por exemplo no caso dela ouvir de alguém que seu namorado ou marido a traiu porque a “outra” o manipulou, se “jogou” sobre ele de forma que ficou impossível ele não sair com esta mulher. Neste caso a culpa seria percebida como sendo desta outra mulher.
 
A pessoa traída pode sofrer muito. Mesmo que o relacionamento já não esteja tão bom  a dor pode ser  muito forte. 
Esta dor pode não ser imaginada pela pessoa que traiu, pois o traidor costuma acreditar que não será descoberto. 
 
Muitas vezes a pessoa que trai não coloca em questão sua parceira (ou parceiro) no momento no qual decidiu sair com outra pessoa. Perceba que dificilmente há uma decisão em “trair” mas há a decisão em iniciar um relacionamento com outra pessoa, mas naquele instante nem sempre a figura de seu relacionamento principal está presente em sua mente.
 
Muitas vezes  não existem grandes explicações que ajudam a entender o porque do homem ter traído. Nem explicações que ajudem a saber se ele continuará traindo ou se foi um caso isolado.
 
Pode haver um trabalho psicológico e emocional a ser feito com a pessoa que foi traída. Ela poderá entender a si mesma diante desta situação. É muito comum que a pessoa traída sinta culpa, ela pode acreditar que não foi atenciosa o suficiente e isso levou o outro a procurar fora de casa o que não encontrava dentro.