Tal mãe tal filha

Home / Artigos / Tal mãe tal filha
Tal mãe tal filha

1- O filho tende a se espelhar no pai, e a filha na mãe? Por que isso acontece?

Criamos nossa identidade observando nosso ambiente. É possível que ao percebemos que somos menina ou menino  gostemos de saber que há mais alguém em casa desta mesma “turma“. O fato de ser o pai ou a mãe nossa referencia é por pura proximidade física, uma criança que fica muito tempo com a avó ou com a babá poderá se identificar emocional e comportamentalmente com ela. Nosso aprendizado se dá, entre outros aspectos, com a repetição dos comportamentos observados, mesmo que mais tarde esses comportamentos sejam abandonados. Sendo assim, uma menina que repete atitudes de vaidade da mãe pode, mais tarde, transformar seu estilo em algo mais simples, por exemplo.

2- Com este comportamento os filhos criam a referência do masculino e feminino? De que forma?

As crianças podem copiar o que veem e cada comportamento leva uma sensação associada. Um pai com postura de “machão” poderá informar ao filho , tanto pela observação do filho como pelas palavras dirigidas pelo pai, que é esta a postura que um homem deve ter. Mas se a criança for homossexual não adiantará nenhum ensinamento ou exemplo que a faça mudar a orientação sexual e se transformar no mesmo "machão" – esta é sua natureza e deve ser respeitada.

3- Como este processo ocorre.

Os pais são os protetores e cuidadores da criança – esta conexão pode criar um sentimento de confiança e modelo. Os pais podem ser admirados (todo pai pode ser um herói, pelo menos por um período), e a criança pode querer ser como seu herói.

4- Como os pais devem agir para ajudar na formação de seus filhos durante esta fase?

Não há muita regra fixa que pode ser aplicada a toda e qualquer pessoa, mas de forma geral pode ser interessante não economizar informações quanto aos seus valores, conduta e cultura. Os pais podemaproveitar todas as oportunidades para dizer, ou mostrar, aos filhos o que é ser gentil, honesto, educado, bom cidadão, amigo, etc, enfim, passar seus valores.

A formação se dá durante a vida toda. Os primeiros anos são fundamentais, mas durante toda a vida os pais poderão ser referencias. Quando o filho se torna um adulto pode inicia-se o processo de troca, onde tanto recebe como passa informações aos pais.